Torneiras: Como Escolher, Tipos, Custo, Tendências, Onde Comprar | 15 Fotos

Sílvia Cardoso—homify Sílvia Cardoso—homify
Stoneceramic, Lda Industrial style bathroom
Loading admin actions …

Torneira. Um elemento tão simples, mas que existe em tantos formatos. Torneiras monocomando, torneiras biocomando, torneiras electrónicas, torneiras termostáticas. Torneiras de lavatório, torneiras de duche, torneiras para o bidé. Socorro! Perdemo-nos. Como escolher a melhor no meio de tantas? Hoje, o nosso artigo é dedicado a elas.

Apesar de nos enamorarmos logo pelo estilo das torneiras e de, não raras vezes, comprarmos em função disso, é fundamental saber que outros factores devem orientar a compra de uma torneira, que tipos de torneiras há, como se pode regular o caudal para se poupar água, qual é o preço da instalação de uma torneira e onde se podem comprar torneiras portuguesas (porque temos muitas marcas boas em Portugal) e não só, claro.

Venha tirar nota das dicas que lhe deixamos neste artigo e não se esqueça que todas as imagens são da autoria de profissionais portugueses registados na homify e a cujos contactos pode aceder clicando nos nomes que aparecem sob as fotografias.

1. Como escolho a melhor torneira para a cozinha e para a casa de banho?

Mais do que o tipo de torneira, é preciso ter em conta alguns detalhes como a altura da torneira em relação à pia ou ao lavatório e o comprimento da bica para garantir que a saída da água está alinhada com o ralo. Na lista abaixo, acrescentamos outros factores:

  • Conheça a pressão da água: não há nada mais frustrante do que pôr a mão sob uma torneira e a água não sair com pressão. Para obter um bom fluxo de água, deve escolher uma torneira que se adapte à pressão da água em sua casa. Se tem um sistema de água alimentado por gravidade, significa que tem baixa pressão. Se, por outro lado, tiver um sistema de aquecimento combinado, é possível que a pressão seja média a alta. Usualmente, as torneiras monocomando, suspensas na parede ou que partem do chão precisarão de pressão para funcionar bem. Já as torneiras pilar ou de duas manoplas funcionam bem com menos pressão, embora também funcionem com mais pressão. O contrário não se pode dizer. Reforçamos, então, que é essencial medir a pressão da água antes de escolher a torneira. Este ponto também se aplica às cozinhas.
  • Dimensão: a dimensão depende das tarefas executadas que, naturalmente, são diferentes na cozinha e na casa de banho. Na cozinha, precisa de espaço para lavar utensílios de grandes dimensões e para lavar alimentos. Por este motivo, deve haver uma distância de pelo menos 30 cm de altura entre o fim da torneira e o ralo. Com esta distância, deverá conseguir mover-se sem grandes impedimentos. No caso das torneiras de casas de banho, é capital que a manopla caiba na sua mão e que a possa manusear confortavelmente, tendo o sabonete na outra mão. O tamanho da torneira deve ser proporcional ao do lavatório pois a saída da água deve estar alinhada com o ralo e não sair pelos lados ou fazer ricochete e respingar.
  • Estética: integre a torneira na decoração, escolhendo um material que se harmonize com o espaço em questão e um estilo com que se identifique. Pode criar um contraste, mas seja criterioso, sob pena de acabar com um conjunto pouco agradável. Mais para a frente, neste artigo, falamos-lhe sobre as tendências.
  • Materiais: as torneiras e misturadores podem ser de metal ou de ABS. O metal pode ser feito de liga de cobre, liga de zinco, aço inoxidável ou latão. De entre eles, diríamos que o latão é o que melhor resiste ao desgaste. No que ao acabamento diz respeito, o mais convencional é o cromado que também apresenta uma boa durabilidade. O ABS, menos conhecido, é também designado por plástico de engenharia. As torneiras neste material são brancas, mas podem ser pintadas de outras cores, inclusive metálicas. São uma alternativa menos dispendiosa, mas também menos duradoura.
  • Ser ecológico importa: para quem tem preocupações ecológicas (esperamos que todos!), uma boa opção são as torneiras com temporizador ou sensor de movimento. Estas são as torneiras que encontramos amiúde em restaurantes ou outras superfícies comerciais. Ligam-se quando detectam movimento e desligam-se pouco depois. Não há como ter acidentes fruto de deixar a torneira aberta durante muito tempo. Em baixo, deixamos-lhe outra dica útil para poupar água: os reguladores de caudal. Mas já vamos a eles.

2. Tipos de torneiras

Já lhe deixámos a saber que há muitos tipos de torneiras. Mas, afinal, o que significa cada um deles?

  • Torneira convencional: existe num só registo que realiza o controlo da saída de água sem a hipótese de seleccionar a saída de água quente.
  • Torneira misturadora (misturadora banheira, duche, lavatório, etc.): permite que saia água quente ou fria da torneira ou as duas ao mesmo tempo. Existe o:
  • Misturador monocomando: tem apenas uma alavanca. Quando puxada para um lado, sai água fria; quando puxada para o outro, sai água quente. São práticas, fáceis de instalar e ocupam menos espaço do que as torneiras tradicionais. Além disso, são fáceis de utilizar se tiver as mãos sujas e não quiser sujar o manípulo. Não garantem, todavia, um correcto ajuste da temperatura da água;

Misturador duplo comando: tem duas alavancas, uma para água quente, outra para água fria.

  • Torneira temporizada: muito usada em estabelecimentos públicos, a água sai apenas durante um curto período de tempo, sendo a sua saída activada por um sensor que detecta movimento.
  • Torneira com filtro embutido: as torneiras com filtro incorporam uma vela central que retém impurezas. No entanto, não reduzem o índice de cloro nem eliminam bactérias.
  • Torneira termostática: sabe quando está a tomar duche e a temperatura da água muda repentinamente? Já nos aconteceu a todos e não é agradável sentirmos esse choque térmico provocado por um súbito jacto de água demasiado frio ou quente porque alguém abriu uma outra torneira na casa. Uma torneira termostática vem, precisamente, evitar que isso aconteça, visto que mistura a água quente e a fria de forma a alcançar a temperatura ideal de forma constante. As torneiras termostáticas são altamente recomendáveis como torneiras para casas de banho, nomeadamente para a banheira e o duche onde sentimos mais essas oscilações de temperatura. As principais vantagens das torneiras termostáticas são:
  1. Mantêm a temperatura constante quando se abre outra torneira, evitando quebras de pressão ou quebra ou aumento da temperatura;
  2. A temperatura desejada é conseguida com precisão e de imediato, visto que a torneira possui um grande ângulo de rotação do manípulo que regula a temperatura da água;
  3. É extremamente segura. Se a água fria for interrompida, a torneira pára automaticamente, impedindo que saia um fluxo de água quente que pode, eventualmente, provocar queimaduras;
  4. Possuem um sistema calibrado, a 38 graus, com um batente de segurança. Caso se queira acionar uma temperatura superior, as torneiras vêm com um botão que deve ser premido para que rodem até ao fim;
  5. O facto de permitirem alcançar com rapidez a temperatura perfeita evita gastos desnecessários visto que não se tem que ficar à espera que a temperatura da água fique perfeita antes de entrar no duche ou na banheira.

3. Poupe água: redutores de caudal nas torneiras

Há variadas formas de pouparmos água em casa: fechar a torneira enquanto estamos a lavar os dentes ou a ensaboar o corpo, consertar torneiras que pingam, tomar duches rápidos em vez de banhos, entre outras. Estes hábitos podem e devem coexistir, mas uma solução interessante para ajudar a poupar água passa pela instalação de redutores de caudal nas torneiras. Mas, antes de comprar estes dispositivos, deve certificar-se de que têm utilidade para o seu caso em específico e de medir o caudal da água e ter informação da pressão na área onde reside. Assim, sugerimos que siga as dicas recomendadas pela própria Deco Proteste:

  • Teste de caudal (torneiras casas de banho e cozinha): primeiro, faça um teste que lhe permita avaliar o caudal da torneira. Para o efeito, divida por 60 o tempo que demora a encher um recipiente de um litro para calcular o débito das torneiras em litros por minuto. Segundo a Deco Proteste, “os valores mínimos de referência para as torneiras de lavatório são três a quatro litros por minuto; para as de cozinha, cinco a seis litros por minuto”.
  • No que toca à pressão, terá que indagar junto da entidade gestora cujo contacto aparece na sua factura da água.

Ainda segundo as informações cedidas pela Deco, a pressão da água da torneira deve ser, no mínimo, de 3 bar, o correspondente a 30 metros de coluna de água (m.c.a.) para não pôr em causa o funcionamento do esquentador ou da caldeira. Após descobrir a pressão da água à entrada de casa, desconte 7 m.c.a. Caso more numa moradia de vários vasos, subtraia 3 m.c.a. por piso. Eis o exemplo dado pela Deco Proteste: “para uma pressão de 40 m.c.a. à entrada de uma moradia de dois pisos, a pressão a considerar no andar superior será de 40 – 7 – 3 = 30 m.c.a.”. Na etiqueta dos redutores de caudal, encontrará a pressão indicada em bar (30 m.c.a., por exemplo, equivalem a 3 bar e 20 m.c.a. correspondem a 2 bar).

Fonte: Deco Proteste

4. Quanto custa instalar uma torneira?

Apesar de parecer uma tarefa bastante simples, trocar uma torneira é mais intrincado do que que, à primeira vista, possamos pensar, devendo este trabalho ser executado apenas por um profissional (use a homify para encontrar um canalizador na sua área de residência). O custo médio para instalar ou trocar uma torneira anda à volta dos 130€, mas pode oscilar entre os 70€ e os 250€ visto que depende de vários factores: a localização da torneira (as torneiras de cozinha são mais difíceis de instalar porque os modelos são maiores do que os modelos das torneiras usados nas casas de banho), se é uma instalação ou mera substituição, o tipo de material e acabamento pretendido, a condição dos canos, entre outros.

5. Torneiras: quais são as tendências?

As torneiras prateadas serão sempre a escolha que não compromete, mas, hoje em dia, vemos, em cada vez mais projectos, torneiras com cores mais improváveis como o dourado, o cobre e o preto. Parecendo que não, a simples instalação de uma torneira com uma cor e/ou design diferente pode ser o novo élan de que a sua casa de banho e/ou cozinha precisam, por isso, inspire-se nas imagens que ilustram este livro de ideias e não hesite em arriscar em torneiras que não passarão despercebidas e criarão um verdadeiro statement no design do espaço.

6. Onde comprar torneiras portuguesas (e não só)?

Fique a conhecer, aqui na homify, as melhores empresas portuguesas para comprar acessórios de casa de banho. Pode afunilar a sua pesquisa, escrevendo o nome da sua área de residência ou código postal, mas também pode procurar no país todo! Caso esteja a construir ou a remodelar casa e precise de ideias e de ajuda para a sua casa de banho, não deixe de consultar a nossa lista de designers de casas de banho.


Discover home inspiration!