Tudo o Que Precisa de Saber sobre Gás—12 Respostas!

Ida Gaspar—homify Ida Gaspar—homify
Sem medo da cor! Area social e moderna misturando tons neutros e cores vibrantes , Carmela Design Carmela Design Built-in kitchens Quartz White
Loading admin actions …

Gás propano, gás butano, GLP, gás natural, gás canalizado, bilha de gás, botija de gás… Nem sempre é fácil de perceber as diferenças entre uns e outros, nem as finalidades!

Mas neste artigo, a homify promete esclarecê-lo e contar-lhe tudo sobre gás. Assim, será bem mais fácil entender do que se trata e saber exatamente qual deve instalar / comprar!

Vamos a isso, então!

1. O que é o combustível? Definição rápida e fácil

O gás pode ser consumido e queimado para produzir calor. São gases que se encontram no estado líquido (denominado GLP) durante o armazenamento e comercialização, mas acabam no estado gasoso quando utilizados. Também pode ser usado ​​como combustível.

2. O que os diferentes tipos de gás doméstico têm em comum?

Gás natural /gás canalizado, gás propano, gás butano, biogás, biometano… Todos estes tipos de gás são os chamados gases combustíveis, úteis para o uso doméstico. A sua combustão libera energia térmica, que é recuperada para o funcionamento dos seus aparelhos (cozinhar, aquecimento, etc.) ou mesmo dos seus veículos.

O preço do gás natural, ao contrário do preço do gás propano, continua a ser o mais acessível do mercado.

3. Os principais tipos de gás de uso doméstico e respetivo uso

Gás natural

O gás natural é o tipo mais comum de gás de uso doméstico porque é distribuído diretamente aos consumidores por meio de um sistema de tubulação centralizado. Gás natural—daí o seu nome! -, é extraído diretamente do subsolo e sofre pouquíssimas transformações.

As vantagens deste gás? É mais barato e muito fácil de usar, pois não precisa de comprar botijas de gás, por exemplo. Além disso, o consumo é controlado e medido diretamente pelo seu contador de gás, através da companhia que elegeu.

Biogás

O biogás provém de um processo de digestão anaeróbia, ou seja, da fermentação de materiais orgânicos (como resíduos agrícolas ou agroalimentares). O biometano em particular é um biogás purificado, cuja composição é muito próxima à do gás natural. Um grande trunfo porque pode, portanto, ser injetado em redes de gás natural.

4. Diferença entre gás butano e propano

Gás propano vs gás butano

O gás propano e o gás butano são gases derivados do petróleo, comercializados na forma de botijas de gás ou em bilhas de gás. Estes são chamados de GLP, Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). O GPL é muito utilizado como energia para cozinhar, mas também para bricolagem, jardinagem e equipamento de aquecimento. O preço do gás em botija é superior ao do gás natural. O gás propano, que é muito resistente ao frio e capaz de aumentar rapidamente a pressão, é o preferido para uso ao ar livre. Por outro lado, o gás butano é o mais recomendado em ambientes fechados.

Curiosidade: o preço médio do gás propano e gás butano é muito superior ao do gás natural, em parte, porque depende do preço mundial do petróleo.

5. Que tipo de gás devo usar para um fogão?

Quando compra um forno ou fogão a gás, tem que escolher entre dois tipos de gás: butano e propano. Ambos vêm do petróleo, mas eles têm alguma diferença? Sim! Em primeiro lugar, eles não têm o mesmo ponto de ebulição.

O propano tem grande resistência ao frio, até -44 °C. Portanto, deve ser mantido ao ar livre por razões de segurança. Por outro lado, as garrafas de butano devem ser armazenadas dentro de casa. Geralmente é recomendado o uso de butano para um fogão a gás. Porém, muitas vezes é a escolha do fogão que leva à escolha do gás utilizado.

6. Quais são as principais vantagens do gás?

1—Conveniente: uma solução fácil de configurar e simples de gerir.

2—Económico: uma solução económica.

3—Eficiente: energia com um valor calorífico superior, ao do óleo combustível, para um calor suave e homogéneo.

4—Ecológico—Sem emissões prejudiciais, sem partículas poluentes ou fumo.

7. Como e onde arrumar as botijas de gás em segurança?

1) Butano: dentro ou fora de casa

O butano é usado principalmente como combustível dentro de casas, para aquecedores de água ou fogões. E, uma boa notícia: as botijas de gás butano podem ser arrumadas dentro de casa. Mas também pode colocá-las ao ar livre, desde que as temperaturas não desçam abaixo de 0ºC!

2) Propano: apenas ao ar livre

Por razões de segurança e devido à sua alta pressão, as garrafas de gás de propano devem ser armazenadas apenas e somente ao ar livre / no exterior. Ainda bem que este gás também pode ser usado fora de casa: para churrascos ou para os guarda-sóis aquecidos, por exemplo! 

Botijas de gás: todas de pé e no lugar certo!

As botijas de gás devem sempre ser armazenadas na vertical e num suporte estável. Quando deitado, o gás pode escapar como um líquido e, portanto, há risco de incêndio. Se a sua botija de gás for guardada num armário, não deve ser de um material inflamável e deve ter aberturas de pelo menos 50 cm² na parte superior e inferior. Além disso, mantenha as botijas de gás longe de qualquer fonte de chamas. Não deve guardá-las numa adega ou cave! O gás é mais pesado que o ar e encherá o espaço se houver um vazamento. O risco de acidente é, portanto, alto.

8. Ventilar à volta das garrafas de gás

Quem fala em segurança das garrafas de gás também fala numa boa ventilação. O espaço que acomoda a botija de gás butano deve ter duas aberturas de, no mínimo, 50 cm2 cada. Estas aberturas, uma das quais deve estar na parte inferior, devem levar ao exterior ou estar num espaço ventilado.

9. Recarregar as garrafas de gás

É estritamente proibido tentar encher uma botija de gás por conta própria. Esta operação apresenta, de facto, um elevado risco de explosão e, por conseguinte, põe em perigo os moradores do imóvel.

É preferível encomendar uma nova botija de gás e desfazer-se da botija antiga de acordo com as instruções impostas pelos regulamentos, nomeadamente através do sistema de depósito que permite que as botijas de gás sejam devolvidas pelo distribuidor.

10. Mudar os tubos de conexão da garradas de gás

As mangueiras flexíveis com o regulador devem ser trocados, preferencialmente, todos os 5 anos para manter o nível de segurança da instalação. Para as mangueiras flexíveis com extremidade mecânica, a troca deve ser feita a cada 10 anos—em média.

Entre as datas de mudança, uma inspeção regular dos tubos deve ser realizada para verificar o seu estado. Qualquer degradação deve ser alterada imediatamente para preservar a segurança dos usuários da botija de gás.

Não hesite em contratar um profissional especializado, que pode encontrar na plataforma da homify, através do separador profissionais ou clicando diretamente: aqui.

11. Como não pagar muito pelo preço da garrafa de gás?

Para evitar ter de pagar a taxa cada vez que compra uma nova garrafa, pode trocar a que terminou, vazia, por uma nova e cheia. Assim, pagará o preço do gás, mas não da garrafa.

Não se pode trocar uma garrafa vazia por uma cheia se a marca for diferente ou se não for do mesmo modelo.

De acordo com dados recentes da Deco Proteste, uma garrafa de butano de 13 kg custa 24,10 euros.

Os novos preços máximos em vigor são:

  • 23,18 euros, para a garrafa de 12,5 kg de butano;
  • 24,10 euros, para a garrafa de 13 kg de butano;
  • 20,27 euros, para a garrafa de 9 kg de propano;
  • 24,77 euros, para a garrafa de 11 kg de propano;
  • 71,09 euros, para a garrafa de 35 kg de propano;
  • 91,40 euros, para a garrafa de 45 kg de propano.

12. Como conectar uma garrafa de gás?

Para conectar a garrafa de gás ao equipamento, como um fogão a gás, por exemplo, deve seguir várias etapas:

  • Coloque a garrafa sobre uma superfície plana, protegida do sol e ventilada;
  • Conecte a mangueira de conexão ao dispositivo;
  • Conecte o tubo de conexão ao redutor de pressão;
  • Conecte o regulador à garrafa de gás.


Discover home inspiration!