Guia para aprender a embelezar as suas paredes com molduras!

Request quote

Invalid number. Please check the country code, prefix and phone number
By clicking 'Send' I confirm I have read the Privacy Policy & agree that my foregoing information will be processed to answer my request.
Note: You can revoke your consent by emailing privacy@homify.com with effect for the future.

Guia para aprender a embelezar as suas paredes com molduras!

Sílvia Cardoso—homify Sílvia Cardoso—homify
 Living room by alba najera, Scandinavian
Loading admin actions …

Quantas vezes, ao pensarmos num presente para alguém, sugerimos uma moldura? As pessoas vivem de memórias e, uma fotografia, uma pintura de autor, uma ilustração ou tipografia especial, tem mais valor aos olhos de quem dá e de quem recebe. Hoje em dia, compra-se uma moldura em qualquer sítio, mas recuemos um pouco, fazendo um breve resumo à história das molduras.

Tal como muitos outros elementos decorativos tão usuais no nosso dia-a-dia, também as molduras surgiram associadas à religião e ao culto, como forma de ornamentar altares em templos, sendo vistas como objectos extraordinariamente valiosos, fruto da sua construção e revestimento em materiais nobres e preciosos, como os mármores, os metais e as madeiras de acabamento em ouro e prata.

O tempo passou e as molduras saíram do restrito e fechado mundo do clero e do culto religioso para se tornarem objectos comuns de qualquer espaço privado e comercial. Hoje em dia, passou a ser normal ver este elemento nas nossas casas, nos mais diversos tamanhos, formatos, estilos, materiais e aplicações.

Vamos saber mais sobre o assunto.

Como podem as molduras valorizar a sua casa?

Nos dias de hoje, a utilização das molduras na decoração é bastante corrente. A funcionalidade deste objecto passa pelo enquadramento de peças decorativas e referências arquitectónicas, assim como pela sua valorização e protecção. Os ambientes de nossa casa devem-nos transportar para momentos de felicidade, transmitindo-nos assim bem-estar e conforto. Uma das formas mais eficientes de o fazer é através da utilização de fotografias e de outras técnicas representativas que conservem a memória de momentos e sentimentos únicos. A utilização das molduras ajuda-nos a proteger e a valorizar estas mesmas representações, através dos seus materiais, dos contrastes criados pelas suas cores e da forma como elevam a peça decorativa a uma espécie de obra de arte.

Tipos e materiais de molduras

Independentemente do estilo da sua casa, não terá dificuldades em encontrar molduras adequadas. Há-as numa panóplia de lojas e nos mais diversos materiais, formatos e, claro está, preços. Os materiais importam, na medida em que alguns dialogam melhor com certos estilos do que outros. Deve, por isso, ponderar a compra, imaginando como ficará a moldura no contexto a que se destina. 

Vamos distingui-las por materiais:  

Madeira: as molduras em madeira, mais ou menos trabalhadas, são, provavelmente, as mais utilizadas na decoração, sendo extremamente comuns, fruto da facilidade de utilização e instalação, assim como das inúmeras possibilidades de adaptação aos diversos estilos decorativos. A madeira pode surgir ao natural, com tratamento, envernizada e/ou pintada.

Com acabamentos preciosos: são mais valiosas, luxuosas e, por isso mesmo, mais caras e acessíveis apenas a alguns orçamentos. Falamos de molduras que cumprem a sua função principal, mas recebem delicados e cuidados acabamentos que oferecem mais requinte ao ambiente. A aplicação de finas lâminas de prata ou ouro são as mais comuns dentro deste tipo de moldura. Este processo exige determinadas condições, assim como mão-de-obra especializada, o que faz o seu valor artístico e comercial disparar.

Acabamentos sintéticos: hoje em dia, com a produção em série, são cada vez mais comuns as molduras de materiais mais baratos, como o plástico e derivados de madeira e com acabamentos em materiais sintéticos, como as lacas, os esmaltes sintéticos e os decapantes. Estes acabamentos visam proporcionar aos objectos superfícies mais uniformes e/ou brilhantes, maior variedade de cores disponíveis, assim como uma maior protecção aos materiais de menor resistência em que o objecto é construído.

Metais: as molduras em metal são, também elas, muito comuns na decoração dos nossos espaços. Não sendo de utilização tão simples como a madeira, são, ainda assim, um elemento de grande utilidade e que está disponível em inúmeros formatos, espessuras, tonalidades e estilos, permitindo a sua utilização num leque abrangente de composições e diferentes estilos decorativos. Fruto das suas características e do seu aspecto visual, este tipo de molduras também é muito utilizado como enquadramento e protecção de espelhos, criando interessantes jogos entre texturas, cores e reflexos.

​Como colocar e fazer realçar as molduras?

Não é preciso gastar muito dinheiro para vestir uma parede nua e torná-la no centro de atenções de um espaço. Se juntar uma série de fotografias de família, de paisagens ou de qualquer outra temática a seu gosto, pode construir verdadeiros murais numa parede. Pode alinhar os quadros de forma simétrica ou colocá-los de forma assimétrica. No final, o conjunto, para além de dar vida àquela parede outrora monótona, poderá aparecer enquanto ponto focal/de interesse, no espaço. 

Nos projectos que até nós chegam, é comum ver um conjunto de molduras—com fotografias, ilustrações, tipografias, etc.—por cima do sofá da sala ou da cabeceira da cama, por cima de uma lareira ou de um aparador ou noutro qualquer ponto que se destaque e no qual faça sentido colocar estes objectos. A moldura por ou não ter a mesma cor que a parede. Se a cor for contrastante, sobressairá mais. 

Por outro lado, se não tem o que pôr em cima de um móvel, também pode recorrer às molduras que podem ser complementadas por livros, plantas ou outras peças quaisquer. Uma casa reflecte a nossa personalidade. É um nicho de recordações. Nada melhor do que emoldurar alguns momentos que captou numa fotografia ou uma gravura que comprou numa viagem. A escolha é sua.

Como poder organizar as molduras numa parede?

 Walls by CUSTOMS handmade, Modern
CUSTOMS handmade

Espacios decorados by Wallart

CUSTOMS handmade

As molduras podem ser usadas por si em qualquer espaço da casa. Todas as divisões, desde o quarto à casa de banho, beneficiarão com a utilização destes elementos decorativos. Em termos de organização, tudo vai depender do local da casa onde as deseja colocar. Por norma, este tipo de elemento deve ser colocado a mais ou menos 1.60m de altura, de forma a que todas as pessoas as possam ver sem impedimentos. De qualquer forma, pode jogar um pouco com a liberdade que o seu gosto permite ou, como acontece na maioria dos casos, utilizar outros elementos decorativos—móveis, por exemplo—como referência de organização.

Dar destaque e manutenção

Procure sempre ir pelo caminho mais simples e eficaz e não deixe que a moldura se sobreponha aquilo que contém. No que à iluminação diz respeito, não se esqueça que diferentes materiais e conteúdos pedem diferentes luzes e que, no caso das obras de arte, certos tipos de luz podem mesmo provocar danos, principalmente se estivermos a falar de pinturas de óleo sobre tela. A manutenção e limpeza das molduras deve ser feita de forma cuidada, regular e dependendo sempre das características de cada objecto. Convém não esquecer que as temperaturas, a humidade, os aparelhos de ar condicionado ou os produtos químicos podem danificar as molduras. Chegando a este ponto, elas precisarão de ser substituídas ou reparadas. 

De que profissionais poderá precisar?

Sim, há profissionais que o podem ajudar a escolher e a organizar as suas molduras nas paredes e não precisa de ir longe. Aqui, na homify, temos uma lista de profissionais organizados por categoria e localidade. Neste particular, poderá ser oportuno procurar a ajuda de um decorador ou de um designer de interiores.

 Houses by Casas inHAUS, Modern


Discover home inspiration!